Primeiro de 2012

16:12 Felipe Betim 0 Comentários



Hoje é dia de festa lá no céu. Hoje novamente houve um recomeço; um novo início, com muita chuva, mas com tudo novo.

Nada existe sem o devido concílio universal, por isso é tudo tão perfeito, e hoje é dia de festa!

 Hoje é o dia em que será marcada na história o início de uma nova etapa na evolução transpessoal de cada um de nós. Será a hora de começarmos a semear nossas atitudes, entre elas nossos erros e defeitos. Está dada a hora de uma nova etapa, em que nos sentiremos mais sérios, introspectivos e diferentes; diferentes no sentido de que deixaremos para trás antigas crenças e práticas não compatíveis com este novo ano e com nossa evolução.

Em meio a tanta beleza, apenas posso lhes afirmar que este novo ano será um marco em nossas histórias e espero do fundo de meu coração que entendam dentro de cada um o verdadeiro significado das tantas mudanças já decorrentes e das que se sucederam também.

Abram seus corações para a eternidade. Esqueçam do tempo! Tempo é relativo a cada um de nós e não existe para a eternidade! Compreendam que hoje é dia de acertar e melhorar, mas amanhã também será, por isso, conscientizem-se da eternidade! O universo conspira a nosso favor, e para ele, o amanhã é totalmente humano, pois o sol muda apenas de posição, causando-nos a sensação do amanhecer e do anoitecer, mas ele continua lá, o tempo todo, queimando e iluminando nossa jornada, mostrando-nos que sempre há tempo para mudar!

Desejo que aproveitem esta nova oportunidade dada pela Consciência Divina e que façam de suas vidas uma eternidade sadia e serena; consciente e equilibrada. Busquem a paz interior, meditem! Mas encontrem-se acima de tudo.

Que neste novo ano as sementes que plantarem possam germinar e render frutos positivos, e que não alimentem apenas o espírito de cada um de vocês, mas de todos aqueles que também estiverem de coração aberto para colher da mesma plantação.

Que a luz continue entre nós hoje e sempre. Que assim seja. 

Você pode gostar também

0 comentários: