De Um Espírito De Amor

21:07 Felipe Betim 1 Comentários



O amor é a centelha divina que jamais deixou de arder no fogo da vida. É o calor materno que amamenta a humanidade e concede a vida pelo ventre do cosmo, trazendo à luz do renascimento todo espírito que enseja pela nova chance de corrigir os erros passados.

O amor é uma dádiva, e está presente nos corações dos homens de bem, que buscam através da caridade, da doação de si e de seus conhecimentos o conforto do próximo.

Feliz daquele que não busca pelos meios materiais a riqueza exterior, nem muito menos os prazeres que não são do espírito, pois este sabe que por dentro há toda riqueza que se pode querer, apenas por entender que Deus já deixou uma parte Dele próprio dentro dos homens.

Auspiciosos são os passos do ser que caminha com fé e convicção em si mesmo, pois não há certeza absoluta fora do cerne do espírito. E dentro de si, poderá encontrar o mapa para qualquer lugar que quiser buscar.

Corajosos são os que buscam a si mesmos pela paz e pela integridade, pois sabem que esses caminhos são difíceis, mas profundamente recompensadores.

Com muita alegria, escrevo estas palavras, a fim de que muitos homens de bem as leiam e se assemelhem, pois sentirão na hora cada uma delas ressoar dentro do coração do espírito. São palavras de coração a coração.

Mas você, irmãozinho, que não entendeu nada disso ou achou muita besteira em forma de leitura, não se preocupe! Este momento é apenas um momento especial para você se lembrar de que amor se transmite através de palavras também e não só se relacionando. E tenho certeza de que se compreender isso, alguma coisa deste texto lhe fará bem.

Eu gostaria de encerrar, lhes dizendo que aqui fora, no plano do espírito liberto, há muita vida, muita canção, muita emoção, muita paz, muita caminhada e aprendizado, muito carinho, muita diversão, muita alegria e muito prazer. Estamos “mortos” apenas do corpo terreno - o vaso carnal, que muito útil se faz a nós durante os anos de vida terrestres -, pois estamos extremamente vivos aqui do outro lado em espírito e verdade.

Acredite sempre na vida e vista a roupagem do espírito, respeitando seu corpo e seus semelhantes, pois tudo o que está em sua volta é presente do Altíssimo, nosso Deus, Grande portador do amor eterno. E se uma alma tão grandiosa nos deu tudo isso de presente, o mínimo que podemos fazer é sorrir todos os dias pela manhã e agradecer a este Ser eterno por tudo isso.

Espero do fundo de meu coração que fortaleçam seus laços terrestres sempre com muito amor e luz, pois é só o amor que abraça um doente e um inimigo, e é só a luz que os mantem conscientes do amor, que em tudo está, desde as plantinhas, até as grandes constelações no universo.

Jamais se esqueçam de que são almas puras, contaminadas por pensamentos mentais, mas jamais espirituais. O espírito é a própria luz, assim como cada átomo e molécula dos seus corpos. És pura luz e por isso deve se amar.

Viva a vida, meu irmãozinho! Viva muito a vida, pois ela é o presente mais sagrado que temos.

Com uma imensa carga positiva de amor, eu deixo impresso nestas linhas redigidas por nosso querido companheiro, iniciante dos caminhos espirituais, um abraço de paisinho e irmão ao mesmo tempo. De um espírito que há muito já esteve com vocês e que fez tudo em sua vida para lhes dar tudo o que tinha por dentro: Amor.

Fiquem com a paz de Jesus, nosso eterno grande e sábio mestre.
Chico Xavier.

P.s.: Antes de ser intuído por essa enorme onda de amor, assistia a um vídeo de uma reportagem sobre Chico Xavier, e no final as lágrimas rolaram com sua mensagem de amor. Senti algo extremamente maior do que eu preenchendo todo o meu ser, e sentia muito forte a presença do Chico, e ele estava de algum lugar sentindo minhas lágrimas e sorrindo junto comigo, de um forma que só o coração é que entende. 

Após acalmar um pouco as emoções, recebi este texto mediunicamente por meu mentor espiritual que intermediou o próprio Chico.

Muita paz e luz para todos!

Vou deixar aqui o link caso se interessem pelo vídeo:

1 comentários:

Você Se Conhece?

19:42 Felipe Betim 0 Comentários





A consciência é a única força dentro de nós que tem a capacidade de nos mostrar o que é bom e o que não é. A mente, é a única força que tem a capacidade de nos mostrar que a consciência não é tão importante assim. E mesmo sabendo disso, permitimos na maior parte das vezes que nossa mente seja nossa portadora.

Por quê? Por qual motivo permitimos sempre que a mente minta para nós? Será que é nosso medo de saber que podemos fazer muito mais do que fazemos? Será que é por conta de nossa ingenuidade intelectual ou falta de sabedoria e conhecimento em nós mesmos?

Acreditar não é o mesmo que ter certeza. E nós vivemos acreditando em coisas, ideias, formas.. tudo o que não representa nosso self; nosso eu; nós mesmos. Nós acabamos vivendo para buscar respostas que nos façam sentir menos dor, menos mágoas, menos indecisões e mais lugares para nos apoiar. Mas jamais nos damos conta, de que tudo isso já existe dentro de nós. E não nos damos conta só por um motivo: é difícil se olhar por dentro! É complicado ver que dentro de nós, além do anjinho que tentamos parecer, existe um monstro. Existe um ego muito maior que um gigante. Existe raiva e opressão, e ninguém quer parecer o vilão da história. Mas uma coisa eu lhes asseguro, se quer crescer enquanto ser humano, seja humano. E ser humano não significa ser bonzinho sempre. Ser humano é errar e acertar sempre. É permitir que todos os sentimentos que fazem parte de nossa natureza sejam manifestados com sinceridade, não importando se são bons ou ruins. Não somos perfeitos, nem muito menos avatares para conceber uma imagem santa. Humanos não são santos, humanos são humanos.

Deus nos fez assim, afinal. Eles quis que errássemos, mas que assumíssemos nossos erros, porque sabia que somente assim aprenderíamos a nos conhecer e domar a fera que vive dentro de nós.

Se você que está lendo este texto pretende se conhecer mais, prepare-se, pois a viajem a si mesmo dói, cutuca feridas quase cicatrizadas e muitas vezes as faz sangrar, mas as cicatriza. Ir para si, é abrir um leque de maravilhas que estão escondidas por baixo de tudo isso, é entender o que realmente significa ser um co-criador. É manifestar no externo seus anseios e desejos, é realizar os seus sonhos!

Se você quer se descobrir e curar-se de feridas que talvez nem faça ideia que existam dentro de você, essa é a hora. Faça uma viajem só de ida ao Eu interior. Lhe asseguro que tudo começará a fazer sentido em sua vida.

E essa viajem começa no início de tudo o que é bom: no coração. Se conheça mais, permita-se ser humano.

0 comentários: