Templo Pessoal

18:24 Felipe Betim 0 Comentários


Existe um lugar que ninguém além de você, neste universo, pode adentrar. Ninguém pode mexer, ninguém pode interferir no curso. É um lugar especial, único. É aonde geralmente vamos quando nos sentimos tristes e é só onde ficamos quando sentimos alegria.

Este é o seu santuário particular. A sua alma, espírito, ou seja lá como queira chamar. Independente do nome, é onde nos conectamos com algo superior, é onde temos acesso a todas as respostas que precisamos encontrar, é onde encontramos o significado da existência, e é onde o amor maior reside.

Você é centelha divina, sabia?! Sabia que dentro de você ardem os sentimentos mais profundos do universo, e com estes, todos os dons de Deus? Sabe por quê? Porque você também é Deus! Ele te fez à Sua própria semelhança. Ele te criou para que criasse, para que voasse além dos véus da razão e ouvisse cada vez mais a voz do seu templo interior, pois Ele vive em você.

O Todo está em tudo, e você também faz parte desse tudo. Imagine, ao olhar para o céu estrelado que cada uma dessas estrelinhas carrega Deus por dentro. Imagine que cada planeta, cada constelação, cada plantinha, cada grão de areia, tudo carrega um Ser só.

O homem cria distinção, mas a natureza teima em mantê-lo único. Ela nos ensina que na hora do sofrimento, não existem raças nem credos, pois todos se unem. Ela nos ensina que todos os bichinhos são filhos do mesmo Pai, por isso eles se respeitam e seguem seu curso natural.

Por que então só nós, o bicho-homem é que não segue tais leis?

O homem se encobriu num mar de ego, esqueceu de quem era, fugiu de seu propósito principal, sabotou o próprio santuário interior e hoje em dia nem sabe mais quem é. Vive à mercê do tempo, automaticamente, deixando que a vida o conduza apenas. Não sacou ainda que ele tem o poder de Deus, para criar o que quiser, para fazer de sua vida um mar de bem-aventuranças.

Ah, eu sei que um dia todo homem irá entender o que ele realmente é, pois ele é divino, e tudo o que é divino volta à sua origem, cedo ou tarde, pois o tempo de Deus é outro.

Mas tudo começa com uma escolha. Se você escolher encontrar dentro de você o Deus que engenhou tudo isso, irá parar de olhar só para cima, de rezar ou meditar para algo que você acha que está além de você, irá parar de curvar-se e verá que Ele está num simples cair de folhas, num sorriso, no brilho de um olhar.

Verá Deus refletido no espelho que olhar pela manhã quando for escovar os dentes. E ao mesmo tempo verá a si mesmo, como realmente é.

Seu santuário pessoal é sagrado. E quando entrar novamente nele, entenderá do que estou falando.

Muito amor e paz em sua jornada, e que encontre dentro de você a luz que o mantém vivo.

Você pode gostar também

0 comentários: