Para Amar, Basta Amar

18:01 Felipe Betim 1 Comentários




Raios de sol se fazem presentes dentro do coração daquele que ama sem se importar com a forma que o faz, pois não há meios para se medir o amor; Deus é grandioso, é incomensurável, e por isso pode estar dentro de nós, manifestando-se das formas mais variadas possíveis, onde não se mede nada, apenas se sente.

Com alegria diante de um filho, uma mãe é capaz de dar sua vida por ele; com ternura e paixão ardente, um casal pode transmitir o mesmo sentimento de amor, um ao outro; com a paz e a preocupação, uma avó é capaz de doar-se aos netos de maneira incondicional.

Com o coração aberto, o amor passa a transformar o espírito e começa a se manifestar. E ele não se prende a formas ou estereótipos, ele é livre. Ele pode ser agressivo, pode ser meloso, pode ser carinhoso, mas sempre será amor.

Não se prenda a nada que foi lhe ensinado na infância e nas casas doutrinárias. Amor é simples e o homem complicou demais!

Amor é Deus, é a presença infinita de algo incompreensível a nós; é a fonte da juventude eterna para quem não acredita na velhice da alma.

Deixe o amor fluir da forma como você o conhece. Certamente não será da mesma forma que seu semelhante sentirá, mas é amor.

Desmistifique as crenças errôneas que tem do amor, pois ele está em você, da forma mais simples que possa imaginar. Simplesmente ele é um pedaço de Deus dentro de você!

P.s.: Texto recebido espiritualmente em um centro pelo espírito da imagem que se identificou como San Rafael.

1 comentários: