Auto-Suficiência

09:19 Felipe Betim 1 Comentários



 Será que precisamos dos outros? Não sei você, mas eu tenho uma mania de auto-suficiência quase que insuportável. É como se eu sentisse que pudesse conseguir fazer tudo o que eu quisesse sozinho. Talvez para alguns, isso seja arrogância. Para outros uma religião e por aí vai..

Mas a questão é que já ouvi muitas vezes - e acho que você também -, que nós, seres humanos somos interdependentes, ou seja, dependemos uns dos outros para tudo. Por um lado isso é verdade, e realmente precisamos de pessoas para nos beneficiar com aquilo que precisamos, desde o fabricante de escovas de dente, até quem nos beneficia monetariamente, seja você empregado ou autônomo.

Mas por outro lado, depender dos outros pode ser uma fraqueza. Pode ser uma forma de se auto-boicotar; de se anular por medo de fazer as coisas por si só. E é por isso que acredito na auto-suficiência.

Creio que ser auto-suficiente é se reconhecer com verdade. É saber de fato quem você é e o que é capaz de fazer. E cá entre nós, o ser humano é fantástico e consegue se adaptar a qualquer situação que a vida lhe impõem, e infelizmente muitos tiram suas próprias capacidades por deixarem de acreditar no poder que têm.
Você crê em quem é e no que tem capacidade para fazer, ou está preso nos velhos padrões, que insistem em colocá-lo para baixo, fazendo-o acreditar que não pode sair do ‘comum’ e começar a ser você? 

Concordo que precisamos sim dos outros, e muito para realizarmos nossos sonhos e planos, mas discordo de quem leva isso como uma máxima e para de viver, com medo de não conseguir nada sozinho.

Entenda que há uma lei universal chamada “Atração”, e é por ela que você atrai a família que tem, o emprego, os amigos, as coisas boas e as ruins, e ninguém além de você pode atrair nada por você! Então sentir-se auto-suficiente é ter consciência dessa lei de Deus, e estar consciente sobre como as coisas funcionam facilita e muito a vida de qualquer um.

Creia que dentro de você há tudo aquilo que precisa para conseguir qualquer coisa, e jamais negligencie suas qualidades, pois quanto mais você se valoriza, mais você terá aquilo que quer, e ao mesmo tempo, não se esqueça nunca que as pessoas ao seu redor são importantes para que a lei da atração surta efeito, então mantenha-as sempre por perto, e as respeite sempre. Saber lidar com as pessoas é uma arte, e cada uma precisa de algo diferente. Resumindo, sinta-se sempre auto-suficiente, mas jamais se esqueça de que são elas que te trazem tudo aquilo que você precisa.

1 comentários:

Deus Tem Cara?

16:37 Felipe Betim 0 Comentários


Qual é a cara de Deus? Será que Ele é branco, preto ou pardo? Será que Ele é alto, baixo, magro ou gordo? Será que de fato Ele tem forma? E se tivesse um rosto, como eles seriam?

Será que Ele se parece com Jesus, Buda ou Krishna? Ou será que Ele se parece mais com uma galáxia? Mas e se uma galáxia for pouco demais para Ele? Seria o universo  algo mais “ideal”?

Talvez Deus não tenha cara nenhuma, pois não há forma que caiba melhor num ser que nem explicação pra nós tem! Talvez Deus não seja nada, e tudo ao mesmo tempo! Talvez Ele seja branco, preto e pardo, e também nenhum deles!

Talvez Deus realmente não se pareça com nada, pois como já diziam os iniciados do antigo Egito, “o Todo está em tudo”, então como poderia tomar uma forma em específico para Si?! Talvez nem a própria luz seja suficiente para Ele..

Mas o fundamental é saber que independente da forma, Ele está em todos nós ao mesmo tempo, assim como nós estamos Nele. Divididos, mas juntos pelo Primeiro Amor.

Deus não é a forma, Deus não é o espaço. Deus é tudo e nada, e nós somos Ele.

Você é Deus! Alegre-se e acalente-se com esta certeza sempre que os seus problemas lhe tomarem a consciência, pois a alegria faz-nos lembrar pelo coração de que este amor maior é o sorriso de Deus! Portanto, alegre-se sempre, pois certamente Ele estará sorrindo dentro de você.

Que você sinta cada palavra por dentro do coração, que é o único lugar onde todos os questionamentos humanos não existem, pois dentro dele só há certezas.


Paz e luz.

0 comentários:

Ciúme Bom?

16:47 Felipe Betim 0 Comentários



Você acha que é bom sentir ciúmes pelas pessoas que amamos? Será que é verdade aquilo que estamos cansados de ouvir, que todo ser humano deve sentir aquele ciúme dito “saudável”?

Mas francamente, o que um sentimento tão ruim tem pra nos dar de bom?

Ciúmes é preocupação. Medo que alguém leve a pessoa que amamos pra longe de nós. Então, agora pelo discernimento vamos analisa-lo.

Preocupação é pura fé no mal, no negativo. É medo de que as coisas deem errado. Muitos dizem que é bom e saudável nos preocupar com quem amamos, mas como pode ser saudável nos preocupar com quem amamos, se estamos colocando tantos sentimentos negativos nas pessoas e nas coisas ruins que podem acontecer com elas?

Pois é, amor não deixa ninguém preocupado. O amor é livre, e se você ama de verdade e não foi tomado pelo o que a sociedade acredita, entende que todas as pessoas estão nas mãos de Deus, e que Ele sabe muito bem o que está fazendo. Agora, não confunda preocupação com inteligência. Inteligência é saber que por exemplo um bebê precisa de cuidados, que precisa de atenção etc., pois não tem condições sozinho de se cuidar. A inteligência nos faz ter a consciência daquilo ou de quem devemos cuidar. Pois imagine também um empresário que não cuida de sua empresa, você acha a empresa irá durar muito tempo ou que irá prosperar, ou que deixará seus funcionários motivados?

Observa a diferença? O empresário que tem essa consciência sabe que seus conhecimentos são necessários para o crescimento da mesma, mas não se preocupa, pois sabe que tudo vai caminhar bem se ele se manter firme e fazer seu trabalho de forma íntegra e moral consigo mesmo e com os outros.

E o que tudo isso tem a ver com ciúmes? Tudo! Afinal, quando nos preocupamos em perder quem amamos pelo ciúmes, imediatamente estamos vibrando negativamente. Estamos colocando fé que a pessoa pode nos largar, e demonstramos medo (aumentando ainda mais as chances disso acontecer).

Ninguém é de ninguém. E o amor liberta, pois ele é a consciência de todas as coisas. Deus não teria te dado livre arbítrio se não o amasse!

Então, não quero dizer aqui que seja um pecado sentir ciúmes, apenas quero que reflita e entenda naquilo que te faz mal, pois jamais são as pessoas que nos prejudicam, e sim nós mesmos, sempre.

Somos humanos aprendendo a caminhar com as próprias pernas e por isso ainda cometemos tantos erros, mas é perfeitamente aceitável que a partir de agora comecemos a discernir sobre as coisas da vida, sem nos prender ao que nos foi ensinado, por pura cultura.

E se você quer aprender a parar de sentir ciúmes, tente parar de se preocupar com os outros, e assim que vierem as preocupações na mente, diga a si mesmo: “Eu não preciso me preocupar com fulano, pois Deus está tomando conta dele”. Repita isso até sua mente calar e o sentimento ir embora. Na hora você sentirá paz e começará a tomar melhores decisões.

P.s.: Texto inspirado por uma conversa com meus caríssimos companheiros de trabalho.

Paz e luz.


0 comentários: