Cuide Mais de Você

16:40 Felipe Betim 1 Comentários


Cada pessoa possui uma maneira diferente de enxergar a vida. Cada pessoa tem o direito de vive-la da maneira que achar certo. Entenda que para Deus não há certo ou errado, apenas aquilo que é mais prático para nossa evolução, e por isso dizemos que cada pessoa possui uma forma particular de viver.

Quando julgamos ou criticamos alguém por seus atos, estamos automaticamente nos limitando, pois estamos dizendo que nossa forma de ver a vida é mais correta, mais eficaz.. mas e se não for? Você já parou pra pensar nisso? Que talvez sua forma de viver não seja a mais adequada pra sua família por exemplo?

Claro que não tiramos o fato de que vivemos numa sociedade em que o certo e errado já estão mais que pré-estabelecidos, mas a partir do momento que tomamos consciência disso, já é hora de começarmos a nos ater menos ao que as outras pessoas estão fazendo, e mais aos nossos próprios planos, sonhos e projetos.

Pare de viver a vida dos outros. Pare de achar que você é capaz de salvar o mundo, e respeite mais o tempo de cada um. Quando alguém precisar de sua ajuda, tenha certeza que vão pedir, e se você puder fazer, faça! E aprenda também a dizer “não” quando não quiser fazer.

Lembre-se sempre que você não está aqui na Terra para viver a vida dos outros, mas apenas a sua, mesmo que tenha filhos ou cuide de pessoas, um dia todos seguirão seus caminhos, e só você vai ficar.. então, comece hoje a se dar mais valor, a se ver como realmente é, porque depois é sempre mais difícil.

Acredite mais no bem, e não nos problemas, pois quando teimamos em ver mais problemas, passamos a querer achar coisas ruins em tudo e em todos.. e isso só faz mal a nós mesmos.

Tudo o que você precisa para ser feliz está dentro de você, e basta apenas que aprenda a colocar isso pra fora. E quando você evita criticar ou julgar as outras pessoas, você aprende a ver seus próprios defeitos, e assim fica muito mais fácil corrigi-los para assim viver uma vida mais plena com tudo e todos.

Fique com a paz. 

Você pode gostar também

Um comentário: