O que ninguém te conta sobre as doenças

06:48 Sinônimo de Outono 0 Comentários


Sempre ficamos doentes por duas razões:

A primeira delas é que estamos trabalhando mau com algumas emoções, que ficam "aglomeradas" em alguma parte do nosso corpo, até condensarem.

A segunda é pelo ganho secundário. Que isso? Te explico:

Sabe quando você fica bem doente, tipo de cama, e sempre tem alguém cuidando de você, te mimando, ficando por perto? Pois é, essas coisas são chamadas de "ganhos secundários" pela psicologia, e muitas vezes adoecemos só pra receber esses mimos.

Mas como assim, gripe não se pega com vírus?

Estamos 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano respirando vírus e bactérias no ar, porque então não ficamos doentes mais vezes, tipo toda semana?

Pois é, as doenças se originam de causas emocionais. Elas nascem de carências nossas, de medos, frustrações, raivas, solidão, tristeza, e cada uma delas gera um ganho secundário.

O problema é que algumas pessoas não conseguem se ver longe disso, e por isso passam uma vida inteira doentes.

Pense bem, e reflita se estar doente pra você é tão ruim como imagina, pois pode ser que você perceba algo incrível: talvez esteja se mantendo doente pra receber algo das pessoas que normalmente estão ausentes pra você.

Tudo é consciência, e quando você ilumina a sua, para de reclamar dos outros e dos seus problemas.

Você percebe que você e só você é o grande causador daquilo que acontece em sua vida.
*  *  *
Mantenha o fluxo desse energia, compartilhe!
Página do Face | Palestras e vídeos | E-mail: sinonimodeoutono@outlook.com 


0 comentários:

Você sempre pode mudar tudo

06:20 Sinônimo de Outono 0 Comentários


Sabe aqueles dias que você acorda com o pé esquerdo, e simplesmente nada dá certo?

Sabe quando você tem um briga feia com alguém, e de repente começa a perceber que o resto do mundo está um caos, e que nada está ao seu favor?

Sabe quando você passar por um problema muito sério, e ainda assim mais coisas começam a piorar?

Você acha mesmo que tudo isso é coincidência?

Acha mesmo que é só o acaso jogando com você?

Bom, não é, e eu já experienciei isso tudo muitas vezes pra agora estar completamente convicto disso.

Eu entendi no decorrer desses dias ruins ou problemas sérios que quanto mais eu me mantinha imerso na tristeza, na solidão, focando meus sentimentos no pior, sendo negativo, mais eu me afundava, e mais eu levava tudo o que estava ao meu redor junto comigo.

É impressionante, mas o simples fato da gente mudar o que estamos sentindo diante de uma situação muito difícil já é o suficiente pra muda-la completamente.

Por isso desde então eu tenho observado mais meus sentimentos e emoções, pois são eles meus guias, meu GPS pra eu saber se as coisas vão melhorar ou não, assim:

Se eu continuar me sentindo mal e não mudar rapidamente esse sentimento, as coisas vão piorar. Se eu mudar o sentimento, me focar em algo melhor, ouvir uma música que me eleve, buscar uma lembrança muito positiva, as coisas irão com toda a certeza melhorar.

Não precisa acreditar em mim, mas faça o teste, pois com toda a certeza você ainda passará por dias tempestuosos. Agora, como você passará por eles é que é a grande questão: ou você escolhe se entregar completamente a eles, ou então escolhe vive-los se voltando pro melhor, não se afundando mais.
*  *  *

Mantenha o fluxo desse energia, compartilhe!
Página do Face | Palestras e vídeos | E-mail: sinonimodeoutono@outlook.com 



0 comentários:

Tolerância

17:11 Sinônimo de Outono 0 Comentários


Muitos relacionamentos não dão certo porque não há tolerância sobre várias coisas - e olha que não estou falando somente dos afetivos.

Tolerância deveria ser praticada constantemente, pois quando a gente aprende a controlar nossa necessidade de controle, uma coisa mágica acontece: aceitação.

Primeiro que aceitamos que não somos os detentores da verdade, e que nosso jeito de ser está longe de ser o melhor pros outros.

Aceitamos que as pessoas também têm suas dificuldades, suas barreiras a serem transpostas, e mesmo que nós já as tenhamos superado, entendemos que pra cada um tem um tempo certo.

Acredito que tolerar alguém é aprender a criar mais harmonia entre as pessoas, é criar respeito mútuo, e sem dúvida alguma, mais amor, afinal, quando você tolera e aceita alguém por quem essa pessoa é, ela vai se transformar com você.

Pode ter certeza que a forma como ela falar com você mudará, seu jeito com você mudará, tudo porque você aprendeu a “ler” sem julgamentos essa pessoa, você a aceitou, e principalmente, aceitou dentro de você que não poderia jamais muda-la.

Quando queremos mudar os outros não pensamos nas pessoas, pensamos em nós mesmos, pois o jeito delas nos incomoda, e isso dói, machuca, já que tudo o que queremos mudar nos outros é um calinho nosso..

Experimente praticar mais a tolerância com os outros. Não que você deva se calar sempre, não se impor. Não! Isso também é bem importante. Mas quando precisar faze-lo, faça com respeito, com calma, sem raiva, sem estresse.

O jeito que a outra pessoa irá reagir a isso vai te surpreender..

*  *  *

Mantenha o fluxo desse energia, compartilhe!
Página do Face | Palestras e vídeos | E-mail: sinonimodeoutono@outlook.com 

0 comentários: