Limpei a Casa

07:57 Sinônimo de Outono 0 Comentários


A casa estava suja, cheia de pó e com gordura no chão.

Tão suja que mal podia ver o branco reluzente do azulejo nas paredes..

Me sentia mal toda vez que andava por ela, afinal, também sujava mais os pés..

Só enxergava o caminho até o quarto pelas pegadas deixadas pelo meu chinelo.

A cama? Cheia de pó. As cobertas não eram lavadas há meses, e assim o corpo ia adoecendo junto.

Até que acordei numa manhã com raiva. Alguma coisa precisava mudar.

Limpei a casa, de cabo a rabo.

Passei a ver de novo o brilho dos móveis, o branco do chão, tirei o pó das cobertas, e no final, me senti limpo, mas afinal, era a casa que havia limpado..

Em alguns momentos da vida, é necessário fazermos uma faxina bem feita dentro de nossa casa, a casa do coração.

Pois essa casa é brilhante por natureza, limpa, cheia de luz, mas nós dificilmente a limpamos. Sempre deixamos acumular sujeiras envoltas de mágoas, decepções, raivas, tristezas, e toda essa sujeira vai nublando nosso caminho até ele, o coração.

Por isso limpar a casa interna é tão importante. É nela que residem nossos sonhos, nossos amores, nossas missões e propósitos.

E se ela estiver suja, você não conseguirá enxergar nada além da sua própria sujeira.

Limpe sua casa interna hoje, quem sabe você não encontra algo que estava perdido já faz tempo?!


Você pode gostar também

0 comentários: