Busquei Sucesso e me frustrei

07:41 Sinônimo de Outono 0 Comentários


O que é sucesso afinal? Ganhar muito dinheiro? Ser extremamente bom e capacitado em algum assunto? Ter uma saúde maravilhosa?

Bom, provavelmente sucesso tem muitas conotações, e talvez elas mudem de cultura pra cultura.

Nos Estados Unidos por exemplo, se você não tem dinheiro você não é nada, e olha que estamos falando de uma potência mundial, que provavelmente disseminou suas sementes por muitos países no decorrer da história..

Na minha cabeça, sucesso sempre foi algo importante. Eu sempre quis ser reconhecido por aquilo que eu fazia, sempre. Lembro até hoje de quando pequeno, falar pra minha mãe que “um dia ela veria meus desenhos na TV”!

E confesso que essa ambição foi importantíssima pra mim, porque ela me ajudou muito a buscar tudo o que eu sempre quis ser e fazer. Ela me tornou um excelente desenhista, e mais tarde designer. Ela me fez estudar Astrologia, e hoje me permitir atuar como Astrólogo também. Ela me permitiu estudar mais a fundo a espiritualidade, pra que mais tarde eu criasse o Sinônimo e pudesse estar agora levando todos esses conhecimentos pra vocês.

Ok, essa foi a parte boa, talvez a parte que vocês sempre ouvem por aí. O problema é que a ambição pelo sucesso também me levou a grandes frustrações.

Esse ano eu passei (e talvez ainda passe, quem sabe) por crises muito fortes com relação a isso: não ter sucesso (o sucesso que eu gostaria de ter), e eu fui entendendo que quanto mais eu queria aquilo que eu via outras pessoas tendo, fazendo, sendo, como ganhar muito dinheiro com seus empreendimentos, viajarem mundo a fora, ou estarem vivendo uma vida plena, menos eu era feliz.

Pois é! Eu descobri esse ano que quanto mais eu busco sucesso, menos sou feliz, e eu finalmente entendi o por quê.

Isso acontece pois eu paro de viver o presente quando busco o sucesso. Afinal, eu só fico pensando no que ainda não tenho, com os pés aqui no chão, mas a mente lá no futuro, e isso é horrível, pois nos traz crise. Nos traz sofrimento, dor, angústia.

E no momento que eu decidi largar todo esse ideal de sucesso, e simplesmente me ater ao mais importante: me empenhar no que eu tenho HOJE, notei um alívio que jamais poderei descrever pra vocês.

Eu fiquei em paz, e hoje pra mim, a maior definição de sucesso é estar em paz com a vida, com o que eu quero, com as pessoas ao meu redor.

Não é todo dinheiro do mundo, nem todas as viagens que nos trarão paz, de forma alguma. A paz só existe por dentro de nós, e quando não estamos conectados com o presente, com o que podemos fazer no AGORA, entraremos em guerra com a nossa essência espiritual, que não se interessa nem um pouco com o futuro, mas sim com o que estamos fazendo e aprendendo nesse exato momento.


Claro que eu ainda sinto grandes ambições, mas hoje estou mais convicto de não permitir que elas sejam mais fortes do que o que eu posso fazer agora pra alcança-las.

Você pode gostar também

0 comentários: