Seu sofrimento tem nome

06:34 Sinônimo de Outono 0 Comentários


Sim, eu sei que você acha que a culpa é do governo, dos políticos, da falta de dinheiro, das pessoas que te machucaram.

Eu sei que você acha a vida muito injusta às vezes, principalmente quando você se sente desvalorizada pelo mundo.

Parece que tudo é tão mais fácil pros outros né? Ganhar dinheiro, se sustentar, ser feliz, ter mais coisas que desejam, ter um relacionamento incrível.. tudo parece tão distante.. que você pensa:

"Será mesmo que um dia tudo isso vai ser possível pra mim?".

Eis aí o maior motivo da sua raiva, da sua frustração. Todos têm o que você não tem. Todos ganham o que você não ganha.

"Que vida é essa?", "porque isso acontece só comigo?".

Agora vou te contar um segredo, e prometa pra si mesma que irá guarda-lo com você pelo resto da sua vida:

A sua vida é apenas um reflexo daquilo que você é por dentro.

Talvez isso te gere ainda mais revolta, o que é normal, mas em que momento você parou pra pensar no quanto passa a maior parte do dia reclamando ou invejando os outros, pensando coisas ruins de você mesma, se desvalorizando, não encontrando um sentido em ser quem é?

Tudo aquilo que você pensa e sente, é criado por você. Todos nós temos esse poder. Ou você acha que os ricos ficam mais ricos, ou os sábios ficam mais sábios por puro privilégio?

Não existe privilégio. Só existe mérito.

Então a primeira coisa que você deve fazer caso realmente queira viver uma vida plena, digna, a vida que você merece viver, é parar de se culpar.

Pare de se vitimizar. Pare de querer apontar os defeitos que rasgam sua alma nos outros, no mundo, afinal, tudo é apenas o seu reflexo interno.


Se você ver algo bom dentro de você, também verá nas pessoas..

*  *  *

Mantenha o fluxo desse energia, compartilhe!
Página do Face | Palestras e vídeos | E-mail: sinonimodeoutono@outlook.com 

0 comentários:

Nós criamos, não atraímos

05:17 Sinônimo de Outono 0 Comentários


A verdade é que eu sempre tentei ser positivo. Daqueles chatos mesmo, que tentam só ver o lado bom de TUDO.

Eu achava que isso melhoraria a minha vida. Que me faria mais próspero, mais feliz no amor, que eu teria relacionamentos melhores com as pessoas, que eu viajaria mais, enfim, que eu atrairia tudo o que eu sempre quiz.

Mas o tempo foi passando, e claro que alguns dias eu não conseguia ser positivo, mas na maior parte deles eu era, e então fui vendo que algumas coisas que eu queria nunca se concretizavam (prosperidade principalmente).

"Ah, tudo bem né? Em algum momento a coisa tem que acontecer", eu pensava, e aí voltava com meus "pensamentos positivos".

Foi então que o Universo trouxe pra mim através de uma amiga uma palestra ENORME no Youtube da Elainne Ourives (que aliás, valeu cada minuto), e nesse vídeo ela fala exatamente porque não atraímos as coisas que sonhamos, mesmo "pensando positivo". 

E sabe qual o segredo? Não adianta você pensar positivo, se você não está alinha com os seus SENTIMENTOS.

Eu sentava todos os dias na mesa do computador, mesmo depois de ter feito mentalizações positivas, mas eu continuava alimentando MEDOS, INCERTEZAS, FRUSTRAÇÕES, FALTA, e era exatamente tudo o que eu estava criando na minha vida, aí, claro, trabalho não vem, o dinheiro não sobra, e com sorte você paga todas as contas do mês.

O melhor de tudo isso é que eu ENTENDI como isso funciona agora, porque sempre pareceu meio vago pra mim esse lance de "devemos sentir nosso desejo". Agora eu entendi, e estou observando mais meus sentimentos, aqueles que vêm quando eu preciso pagar uma conta, quando preciso ir ao mercado fazer despesa, ou quando tenho um dia sem trabalho.

Nossos sentimentos criam a nossa realidade. Se aprendermos a alinhas nossos pensamentos com nossos sentimentos, passaremos então a CRIAR TUDO AQUILO QUE QUISERMOS, instantaneamente. 

Eu estou praticando isso agora com muito mais consciência, e em breve vou voltar pra contar pra vocês os resultados.


Gratidão.
*  *  *

Mantenha o fluxo desse energia, compartilhe!
Página do Face | Palestras e vídeos | E-mail: sinonimodeoutono@outlook.com 

0 comentários: